Diário de Bordo – Estados Unidos (Parte 05)

21/08

Popover!

Depois da festa de Halloween, alguns amigos dormiram na casa do James e da Laura e no outro dia acordamos e de café da manhã comemos popovers, que é um tipo de bolinho assado que pop over, que salta, quando vai ficando pronto. Para ajudar na ressaca (braba!) colocamos várias coberturas: amora, morango, chantilly etc. A galera que dormiu lá foi embora e eu, James, Laura e sua amiga Caitlin fomos a um outlet em Merrimack. Let’s shop!

O outlet é aberto e estava ventando muito forte. Fomos rodando e parando em lojas de roupas que realmente têm um preço muito bom mas sem muitas opções (é outlet, né?). O foco do outlet lá é roupa mesmo pois se eu quisesse comprar um CD teria que ir para um outro lugar. Saímos do outlet, o James foi pegar o carro e enquanto eu entrava uma senhora de uns 60 anos tropeçou e caiu na frente do carro. Ficamos preocupados, a Laura tentou ajudar e ela disse “Don’t you touch me!”, bem grosseira mesmo. Como se não bastasse ela olha para mim, entrando no carro e diz, “What is he? A fucking handicap?”. Ela foi embora mancando e deve ter machucado feio, mas acho que ela estava sob efeito de remédio ou álcool. Foi estressante na hora mas rendeu várias risadas depois.

Bertucci’s

Depois do ocorrido (lá pelas 5 da tarde) fomos achar um lugar para comer em Nashua, pertinho de Merrimack. A primeira opção seria o Longhorn Steakhouse, uma rede de churrascarias. Decidimos então comer no Bertucci’s, uma rede de comida italiana. Lá vi um garçom falando português com uma outra garçonete, claramente treinando-a. Ele é do norte do Paraná e, acho que por sermos conterrâneos, deu uma atenção especial à nossa mesa.

O dia terminou sem muitos transtornos, chegamos em casa e eu fui me deitar pois no outro dia iria conhecer o pessoal da Transparent Language, com quem trabalho há 4 anos.

22/10

James e eu acordamos às 7 da manhã e embora tivéssemos que estar na Transparent só às 9, o trânsito tende a ser meio intenso naquela hora da manhã. Chegar à Transparent e conhecer aquele lugar e aquelas pessoas foi muito interessante e até surreal. Durante a manhã o CEO, Michael Quinlan, me chamou para conversar e trocamos várias ideias sobre o mercado brasileiro de aprendizado online e depois fui almoçar com o James e o Mike, no Burger King. Pedi um Angry Whopper e mal sabia eu que era angry porque era apimentado, live and learn.

Transparent Language

Durante a tarde conheci também o Evan, a Meaghan, a Lorien, o Rob e a Janet, com quem já tinha feito alguns projetos antes. Terminado o dia voltamos para Merrimack pois eu tinha que pegar um serviço de transporte logo cedo para ir para Nova Iorque no outro dia. De jantar comemos camarão com chutney de côco, uma bisteca gigante e tomei uma cerveja que o James faz na casa dela, muito boa!

Amanhã tem mais história pra você!

RECEBA DICAS GRÁTIS

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Deixe seu Comentário

Adir Ferreira © Todos os Direitos Reservados - 2014 | Desenvolvido por Blueberry - Soluções Digitais